07/09/2016

No feriado, base gatense faz bons jogos contra São João/Jundiaí


As equipes menores do Pulo do Gato Futsal entraram em quadra na quarta-feira, 7, pelo Estadual A1. Em Campinas, a garotada aurinegra recebeu os times do Clube São João/Jundiaí e fez jogos de alto nível.

As categorias Sub-16 e 17 venceram seus confrontos, enquanto o Sub-14 ficou no empate e o 10 e 12, foram derrotados.

Sub-10

Na partida Sub-10, a equipe aurinegra começou em cima do São João. Logo nos lances iniciais, Lucas Satin quase marcou depois de roubada de bola.

Melhor no jogo, o Gato Campineiro abriu o placar com Pedrinho. Em seguida, os jundiaienses conseguiram o empate em chute de longe do goleiro.

O jogo ganhou em emoção e o Pulo quase fez o segundo com Carlinhos, que bateu de longe e na trave. Poucos minutos depois, Lucas Satin fez bela jogada e sofreu a falta. Na cobrança perfeita de Pedro de Souza, o Pulo novamente ficou em vantagem no placar.

Mas, o time jundiaiense não desistia e conseguiu empatar rapidamente o jogo, para, pouco depois, em bela cobrança de falta, virar a partida.

No último minuto antes do intervalo, Diogo finalizou no ângulo e marcou o empate. Porém, em nova batida de falta, os visitantes marcaram o quarto gol e ficaram em vantagem.

Na volta para a etapa complementar, o aurinegro não veio bem. Com dois minutos, a equipe do Clube São João/Jundiaí conseguiu aumentar sua vantagem para 6x3.

Na tentativa de reação, o Gato Campineiro foi ao ataque, mas os jundiaienses voltaram a marcar depois de roubada de bola.

A garotada gatense não desistiu e, com garra, criou várias chances de gol. Em uma cobrança de falta, Diogo conseguiu diminuir a diferença, mas apesar de toda dedicação e vontade deixadas em quadra pelo aurinegro, o jogo terminou em 7x4 para os visitantes.

Sub-12

A partida começou com o Pulo em cima e criando boas chances. Nas duas primeiras, Vitor e Pedro Emídio não marcaram por pouco. Já os visitantes aproveitaram a primeira oportunidade que tiveram e saíram na frente do marcador. Pouco depois, Renan fez ótima jogada individual e bateu cruzado. A bola desviou na defesa jundiaiense e entrou. 1x1.

Com o empate, o Pulo foi pra cima e conseguiu o gol da virada com Nicolas. Mas, os visitantes não se acomodaram e rapidamente empataram o jogo em chute indefensável para Cadu. 2x2.

Equilibrada, a partida seguia com chances para os dois lados, e o time de Jundiaí voltou à frente do marcador em jogada rápida. Antes do término da primeira etapa, o aurinegro ainda teve chances com Pedro Turini e Nicolas, mas não soube aproveitar.

A etapa complementar começou com o Pulo em busca do empate. Em oportunidades criadas por Renan e Nicolas, o gol quase saiu. Já São João/Jundiaí optava pela troca de passes para tentar envolver o time gatense.

A menos de cinco minutos para o final, Cauê quase empatou para o gato campineiro. No contra-ataque, os adversários só não aumentaram a vantagem porque ninguém conseguiu completar a jogada no segundo pau.

No minuto seguinte, Nicolas saiu livre, mas ao invés de passar para Renan, finalizou mal e goleiro defendeu. Pouco depois, Pedro Emídio finalizou com perigo, à direita do gol.

Nos instantes finais, o jogo cresceu em emoção e o aurinegro quase conseguiu empatar com o goleiro Vinicius e depois com Pedro Turini. Porém, sem tempo para mais nada, o resultado foi 3x2 para os visitantes.

Sub-14

O pontapé inicial foi dado pelo Clube São João/Jundiaí, porém, Samuel logo roubou a bola e finalizou de esquerda, tirando tinta da trave. Com a necessidade de vitória, o Pulo foi pra cima dos adversários e quando Vinicius deu o passe, João Vitor só tocou na saída do goleiro. 1x0 para o Gato Campineiro.

Atrás do marcador, os visitantes começaram a trabalhar mais a bola e levaram perigo ao gol aurinegro por três vezes. Bigon defendeu bem. Mas, depois de ótima defesa do arqueiro aurinegro, no rebote, os adversários conseguiram o empate.

A igualdade no marcador deixou a partida aberta e o Pulo optava por jogar nos contra-ataques. Em um deles, Mica bateu forte e o goleiro salvou.

Antes do intervalo, Lukinha ainda fez bem o pivô, mas a finalização de Mica foi à esquerda.

Nos dois minutos iniciais da segunda etapa, o Pulo fez uma verdadeira blitz no campo de ataque. Primeiro, Samuel avançou e bateu forte. O goleiro defendeu. Em seguida, Mica pressionou a saída de bola, roubou e passou para João Vitor, mais uma vez só tocar na saída do goleiro. 2x1.

No desenrolar do jogo, a equipe jundiaiense buscava o resultado e quase conseguiu por duas vezes. Bigon, com defesas importantes, fazia uma boa partida.

A cinco minutos para o fim, o Pulo teve chance de finalizar com João Vitor. A bola explodiu na marcação e, no contra-ataque, veio o castigo com o empate dos adversários. No minuto seguinte, Samuel e Mica partiram para o ataque em dois contra um, mas o pivô gatense finalizou para fora.

Nos minutos finais, a partida ficou aberta, mas nenhuma equipe conseguiu alterar o placar e o jogo terminou em 2x2.

Sub-16

A partida começou marcada pelo equilíbrio. Aos poucos, o Pulo passou a deixar o adversário ter a posse de bola para apostar no contra-ataque. Em uma boa roubada, André saiu livre e tinha Vitinho como opção. Ele preferiu bater e a bola foi para fora.

Na sequência, o Clube São João/Jundiaí chegou ao ataque e obrigou Ryan a fazer duas defesas providenciais. Mesmo com mais posse de bola dos adversários, quem criava as melhores chances era o aurinegro. Yuri em três chutes de longe quase marcou.

Aos 10 minutos, Lucas pressionou e roubou a bola. Ele serviu João Deroide, que não completou para o gol praticamente vazio e perdeu a chance de abrir o placar.

Antes do intervalo, o Gato Campineiro ainda sufocou o time jundiaiense, mas não conseguiu abrir o placar.

Se no término da primeira etapa o Pulo já mandava no jogo, no início da segunda não foi diferente. Aos dois minutos, Yuri lançou linda bola para André que só tirou do goleiro. 1x0.

Com a vantagem no marcador, o Gato Campineiro passou a marcar mais forte para buscar os contra-ataques. E nas chegadas mais perigosas dos adversários, Ryan garantia a diferença no placar.

Aos 10 minutos, depois de diversas chances, o Pulo chegou ao segundo. Yuri bateu lateral forte para dentro da área, o goleiro tentou defender e a bola foi para o fundo das redes.

A partir daí, a equipe adversária passou a apostar no goleiro-linha. Bem posicionado defensivamente, o Pulo chegou ao terceiro com Yuri depois de roubada de bola. Sem dar chances de reação ao adversário, o time gatense conseguiu uma ótima vitória por 3x0.

Sub-17

O último jogo do dia começou com o Pulo melhor. Na primeira chance, André finalizou com perigo. Em seguida, Altenir saiu jogando rápido, Wesley ganhou a bola e passou para Kojima abrir o placar.

No minuto seguinte, Wesley tentou tirar a bola e ela sobrou com os adversários. Na primeira finalização, Altenir salvou, mas no rebote, os jundiaienses chegaram ao empate.

A equipe gatense optava por deixar os adversários com a bola e investir na transição rápida para o contra-ataque. Já o time visitante, trocava passes de maneira organizarda mas não chegava com perigo ao gol aurinegro.

Aos oito, o Pulo chegou com André que finalizou bem para defesa do goleiro. Pouco depois, Felipe não conseguiu aproveitar o rebote e desperdiçou a chance de fazer o segundo.

A quatro minutos para o intervalo, Kojima recebeu boa bola, bateu na saída do goleiro e por pouco não marcou. E no último minuto antes do intervalo, o São João/Jundiaí quase virou o jogo quando o Pulo saiu jogando errado. A bola foi na trave.

Na etapa complementar, o aurinegro voltou em cima. Com dois minutos, Wesley deixou Kojima sem goleiro, mas ele finalizou para fora. Em seguida, André fez jogada individual mas ninguém chegou para completar.

Depois de as equipes se alternarem no comando do jogo, a cinco minutos do fim, Thiago puxou belo contra-ataque e bateu cruzado. De carrinho, Wesley desviou e fez o segundo gol do Pulo.

Com pouco tempo para o término do jogo, o São João/Jundiaí começou a utilizar o goleiro-linha e criou boas chances de gol. O posicionamento gatense foi tão efetivo, que a equipe não só evitou os gols adversários, como marcou dois, com Thiago e André. Fim de jogo e mais uma vitória importantíssima da base aurinegra por 4x1. 

Agora, a base gatense volta a jogar no sábado, 10, na Praia Grande, onde irá encarar as equipes do AA Praia Grande/Ocian.

O Pulo do Gato Futsal/Sanasa conta com os patrocínios da Umbro, SANASA, Mundo Verde, CPN Engenharia, Cunzolo Locadora de Guindastes, GS+AD Arquitetura, CDE, e FIEC. Com o apoio das Faculdades Anhanguera Educacional, Academias Iron Company, Academia Golden Life e Academia Hammer Sports.

Com informações e foto: Rafael Del Giudice/Agência Pulo